Financeiro

Na Palavra de Deus encontramos a figura do Tesoureiro em diversos períodos da História Sacra. O Ato de registrar numericamente os bens é uma função muito antiga e tem seu valor até aos dias de hoje. Daniel, Neemias e Isaías mencionam as pessoas encarregadas dos tesouros do Reino como oficiais de alta patente.

Especialmente aqueles que cuidavam dos tesouros da Casa do Senhor, eram considerados nas palavras de Neemias como “homens que se tinham achado fiéis”, os quais “se lhes encarregou a distribuição para seus irmãos”.

Não menos importante hoje, o departamento financeiro das Igrejas tem a áurea tarefa de zelar pelos bens da Obra de Deus. Todos os setores possuem interação com este departamento, pois segundo as palavras do sábio “por tudo o dinheiro responde”.

“Trazei todos os dízimos à Casa do Tesouro, para que haja mantimento na Minha Casa, e depois fazei prova de Mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se Eu não vos abrir as janelas do Céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.”

Malaquias 3:10

 

 

Perfis em exercício

André Tavares de Moura

Diretor

Detalhes